Entenda o que é a dilatação do Fies – Mundo Vestibular

Sabemos que algumas vezes é difícil cumprirmos alguns prazos, principalmente quando se trata de formatura, pois, em razão de algum semestre interrompido ou problemas com algumas disciplinas, essa realização pode demorar um pouco mais do que o pretendido. Mas o que deve ser feito caso você tenha o FIES?

É, muita gente fica com dúvidas e até pensa que vai perder o financiamento, caso tenha algum problema durante a sua trajetória na faculdade que atrase a sua formatura. O FIES tem um processo que pode te deixar tranquilo, caso isso ocorra.

O que é a dilatação do FIES

A dilatação do FIES nada mais é que a prorrogação de até mais dois semestres consecutivos do seu financiamento. Exemplo: caso você fosse concluir a sua faculdade no último semestre de 2018, mas, por algum motivo isso não ocorresse, poderia prorrogar o financiamento até o final de 2019, totalizando mais dois semestres.

Como pedir dilatação do FIES

A solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento poderá ser realizada pelo estudante no sistema informatizado do FIES (SisFIES), entre o primeiro dia do último mês do semestre de encerramento do curso até o último dia do primeiro trimestre do semestre de referência da dilatação.

Após a solicitação no sistema, o aluno deverá imprimir a solicitação e apresentar na faculdade. Após a autorização da instituição, ele deverá comparecer ao banco para finalizar o procedimento.

Regras para dilatação do FIES

Não existem regras para realizar a dilatação do financiamento, basta o aluno solicitar no período exigido e realizar todos os procedimentos dentro dos prazos estipulados pelo FIES.

Como evitar a dilatação do FIES

O FIES oferece outras possibilidades para aqueles estudantes que enfrentam algumas dificuldades no meio do caminho e que possam trazer problemas para a sua formação.

A suspensão do FIES ajuda diversos estudantes e pode ser feita a qualquer momento até todos os dias 15 dos meses de janeiro a maio e, no caso do segundo semestre, entre os meses de julho a novembro.

Nele o estudante pode ficar por até dois semestres sem precisar estudar e poderá voltar normalmente após o período de suspensão, sem ter que passar por algum tipo de seleção.

Existem outras formas de ter o FIES suspenso:

  • Quando a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA) da instituição apresenta algum fato que justifique a ausência do aluno, o mesmo pode pedir mais um mês de suspensão.

  • Quando a instituição encerra as suas atividades, com reconhecimento do MEC, o aluno tem direito a mais dois semestres de afastamento do programa.

  • Quando a CPSA da instituição solicita a suspensão após o estudante ter perdido a data de renovação do contrato, nesse caso o beneficiário deve comparecer à instituição e regularizar a sua situação.

Outra possibilidade é o cancelamento do FIES, mas essa não tem volta. O estudante solicita o cancelamento no sistema e, após concluir todos os trâmites, o financiamento está finalizado e o aluno deverá observar as datas que iniciará os pagamentos dos semestres cursados.

Onde estudar com o FIES ou com outros financiamentos?

Muitas faculdades, na verdade a maioria, já participam do FIES, mas, após as grandes mudanças e a implantação das novas regras, várias delas abriram outras formas de financiamentos sem burocracia.

Então, veja essa relação de faculdades que, além de participarem do FIES, também dispõem de bolsas, convênios e financiamentos próprios e sem burocracia:

Veja mais:

Veja tudo sobre o PEP Anhanguera e saiba como utilizar

Financiamento estudantil privado

Já tem um financiamento ou ainda vai contratar? Conte pra gente aqui nos comentários!

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Notícias do Enem.



Fonte

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *